Quais materiais as parteiras levam em um parto em casa?

E O QUE A EQUIPE DE PARTO DOMICILIAR LEVA PARA A MINHA CASA? O QUE EU PRECISO PROVIDENCIAR?

(Texto e Fotos das parteiras Maíra Libertad, enfermeira obstetra, e Mariane Menezes, obstetriz)

O que minha casa precisa ter para o parto domiciliar?

Bom, eu primeiro lugar, se você mora na sua casa, se ela tem paredes e teto, luz elétrica e água encanada, você provavelmente pode parir nela. Pelo menos do ponto de vista da infraestrutura da casa, não há maiores exigências do que estas. Pode haver alguma dificuldade se sua casa for de difícil acesso, porque, na eventualidade de uma transferência de emergência, muitas escadas ou uma escada em caracol podem, por exemplo, dificultar a remoção segura. Mas estas especificidades devem ser discutidas caso a caso diretamente com a equipe, que informará caso não seja possível por questões de segurança.

Do mesmo modo, não são necessários cuidados especiais de higienização ou esterilização do ambiente, uma vez que a ideia do parto em casa se baseia no princípio de que o parto não é um evento cirúrgico que exige ambiente estéril (mas limpo sim, a higiene normal de uma casa). Tudo o que for usado em procedimentos invasivos (caso eles sejam necessários ou naqueles raros de rotina, como o corte do cordão) será providenciado pela equipe e será material estéril hospitalar. Cama, lençóis, chuveiro, locais para sentar etc. deverão estar limpos como de costume. Quando for necessário cobrir alguma superfície com material estéril por alguma razão, a equipe é que deve ter isto a mão.

E sobre o material que eu tenho que providenciar?

Bem, cada equipe tem, em geral, uma lista de itens que a família deve separar antes das 37 semanas (momento a partir do qual o bebê já pode nascer em casa). A lista do Coletivo de Parteiras, por exemplo, é enviada para a família ao redor das 32 semanas, para que haja tempo hábil para que tudo seja preparado antes da visita domiciliar que ocorre próximo à semana 36. Nesta visita, estes materiais são conferidos pelas parteiras e é orientado que todos sejam mantidos juntos e reunidos em um local fácil (uma gaveta, uma porta de armário, sobre um móvel), para que não precisemos incomodar a família perguntando onde estão as coisas e a organização do material seja rápida e simples. Esta lista tem, em sua maioria, itens que a família já tem em casa e que deve apenas separar: lençóis, toalhas, fraldas de pano (para secar e enrolar o bebê), roupinhas do bebê, roupas para a mãe, fraldas e absorventes pós-parto, uma luminária, sacos de lixo, panos de chão, um pote para a placenta etc. Recomendamos também que a família providencie alimentos de fácil ingestão/digestão para a mulher em trabalho de parto, bem como alimentos para a equipe (que pode ficar 8, 12 ou até mais horas na casa, comumente em horários em que não é fácil pedir comida ou sair para comprar).

Além destes itens, o Coletivo solicita que a família providencie o aluguel do cilindro de oxigênio com empresas especializadas. O cilindro de oxigênio precisa estar na casa para o parto domiciliar, apesar de muito raramente ser usado. Uma empresa especializada nisso e que tem um fluxo alto de utilização do material providencia a manutenção e revisão frequente dos cilindros, a recarga, além do transporte seguro e adequado até sua casa. O oxigênio é inflamável e deve ser transportado tomando medidas de segurança que nem sempre conseguimos garantir no deslocamento para os partos, saindo de locais diversos e utilizando meios de transporte variados, de forma bastante imprevisível.

E o material que a equipe leva para minha casa?

As parteiras levam uma grande mala com muitos materiais, tanto para atender o parto em si, quanto para os cuidados com o recém-nascido, sutura de laceração (se ocorrer), parto na água, além de todo o material, equipamento e medicamentos necessários para as principais emergências que podem acontecer em um parto de baixo risco – de forma bem resumida, hemorragia pós-parto, retenção da placenta, alterações dos batimentos cardíacos do bebê ainda no útero e dificuldade respiratórias do bebê após o nascimento. A lista de material é preparada conforme protocolos de atendimento ao parto e às complicações e emergências e precisa garantir o que chamamos de “primeira linha de cuidado”, ou seja, o primeiro atendimento no caso de emergências deve ser feito pela equipe que está na casa, o que muitas vezes é suficiente para corrigir o problema ou, em alguns casos, para permitir a transferência segura até o hospital, se necessário.

Vamos apresentar a lista básica de materiais levados pelas parteiras e mais alguns itens de apoio, opcionais. Nem todo o material que levamos está nas fotos abaixo, mas os principais estão descritos (passe o mouse sobre a foto para ver a descrição).

As listas de material de cada parteira e equipe podem variar um pouco, bem como a forma de organização, marca, quantidade etc., garantindo que os materias essenciais estejam presentes e que o treinamento para utilizá-los esteja atualizado.

Você tem alguma dúvida sobre material ou sobre parto em casa no geral? Escreva para libertadpartoemcasa@gmail.com.

Destaque
Artigos Recentes
Arquivo
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
RSS Feed

Siga-nos

  • Branca Ícone Instagram
  • facebook

© 2015 por Coletivo de Parteiras